Categorias
Comportamento & Personalidade Dicas & Curiosidades

12 melhores raças de cachorro para criança

Inserir qualquer animal de estimação ao convívio familiar é o tipo de decisão capaz de mudar a vida de todos os seus integrantes para sempre. Escolher a raça de cão mais adequada para sua família é de suma importância para a segurança e a felicidade de todos, tanto do cachorro quanto dos familiares, principalmente se haver crianças involvidas.

Amantes dos animais por natureza, as crianças costumam ficar felizes quando possuem a companhia de um cãozinho em casa. Toda criança deseja ter um cachorro, por isso é comum as crianças pedirem por eles.

melhores-cachorro-crianca
Menina deitada no tapete da sala de casa com seu Golden Retriever (Crédito/Copyright: “wavebreakmedia/Shutterstock”)

No entanto, nem todas as raças caninas são apropriadas para o convívio com crianças, por isso é preciso escolher com cautela qual animal seria mais adequado para a sua família, afinal nem toda família é igual. Além disso, outros fatores também pesam nesta escolha e precisam ser considerados com cuidado, como o estilo de vida da família e o tempo disponível de cada integrante para cuidar deste animal. É importante ressaltar que não é apenas a raça que determina o temperamento e a personalidade do cachorro.

Na hora de escolher um filhote, é preciso contar com o auxílio de um profissional capacitado, que poderá não só fazer testes de temperamento, assim como doenças e também ajudar na escolha de um cão de comportamento mais estável e tranquilo ou mais adequado as suas necessidades e estilo.

cachorro-crianca
Menino passeando na rua com o seu Beagle sem guia (Crédito/Copyright: “Soloviova Liudmyla/Shutterstock”)

E não é só isso que deve-se levar em conta, mas outros fatores como o seu tamanho, nível de disposição e energia, características biológicas, necessidades físicas, a sua manutenção e cuidados, e sem falar na maneira com que ele foi criado que também determina se ele será um bom cachorro para criança.

E justamente por estar vinculado a fatores comportamentais, genéticos e também predisposições é que algumas raças de cachorro são mais ou menos recomendadas do que outras para o convívio com crianças e bebês. Converse com amigos, conhecidos, donos das raças que você mais gosta, veterinários e criadores para escolher a raça mais recomendada para a sua família.

Um cachorro ideal para criança deve ser tranquilo, dócil, paciente, não se irritar facilmente ou ficar estressado com barulhos e movimentos, e principalmente ser capaz de se divertir por horas brincando e convivendo com o seu pequeno dono.

cachorro-crianca
Menino deitado na grama como seu cachorro de estimação (Crédito/Copyright: “Rob Hainer/Shutterstock”)

Por esse motivo, é necessário socializá-lo para que ele conviva bem desde com bebês a crianças de diversas idades. Essa interação, que é ótima para ambos, fortalece a saúde da criança, suas habilidades de leitura, seu desenvolvimento cognitivo e seu senso de responsabilidade. O laço que se forma entre uma criança e seu cachorro pode ser um dos mais fortes na vida de uma pessoa.

Para um convívio ideal entre todos, além da socialização, a disciplina e os exercícios físicos são elementos essenciais. Assim como a criança que deve ser educada para entender e respeitar os limites e as necessidades do cachorro. Nunca esquecendo que, nenhum cachorro, independentemente da raça, deve interagir com uma criança sem a devida supervisão.

cachorro-crianca
Menina deitada no sofá conversando com o seu atento Golden Retriever (Crédito/Copyright: “Africa Studio/Shutterstock”)

A verdade é que não existe uma resposta definitiva para esta escolha, pois todo cachorro tem potencial para se tornar um grande amigo e adorador dos pequenos, mas é sempre difícil prever a sua personalidade, pois há muitos fatores que influenciam no comportamento canino ao longo do seu crescimento.

Por outro lado, há algumas raças que possuem as características ideais para o começo de um relacionamento harmonioso, e que a partir de um bom adestramento, tornam-se excelentes companhias. Para facilitar a sua escolha, vale a pena ressaltar alguns pontos: Famílias que moram em apartamento devem dar preferência à raças pequenas e que não precisam de muito espaço.

Quem possui casa com quintal, pode optar por um cão dócil de porte grande, pois o mesmo terá bastante espaço para correr e brincar. A disponibilidade de tempo para dar atenção ao animal também conta, pois muitos cães são carentes e necessitam de um convívio mais longo com seus donos. Crianças muito novas, entre 2 e 5 anos de idade, não possuem discernimento em relação ao animal. Também podem ser facilmente derrubados por cães maiores.

cachorro-crianca
Menino briancando de jogar bola no parque com o seu Labrador retriever (Crédito/Copyright: “Mark Umbrella/Shutterstock”)

O ideal, nesses casos, é escolher uma raça de pequeno a médio porte, e que seja tolerante com os pequenos, dócil e brincalhão. Para crianças maiores, acima dos 8 anos, a convivência com os cães pode ser ainda melhor, pois eles podem aprender a cuidar do animal, aumentando sua responsabilidade em relação ao cachorro. Também podemos incluir, para esses casos, cães de porte maior, brincalhões, com bastante energia para gastar com as crianças e muito companheiros.

Você pode começar também respondendo algumas perguntas importantes que irão ajudar na sus decisão:

  1. Qual seu estilo de vida?
  2. Você mora em casa ou apartamento?
  3. Você mora no campo ou na cidade?
  4. Sua família é ativa ou mais caseira?
  5. Por quê você quer um cachorro – pra fazer companhia, pra ser parceiro em atividades, para seu um cão de terapia ou para brincar?
  6. Você, ou alguém da família tem alergia a cães ou a pêlos?
  7. Você está disposto a cuidar do cão com frequência?
  8. Você tem mania de limpeza e organização?

cachorro-crianca
Mistura de Terrier filhote dando um beijinho carinhoso em seu dono (Crédito/Copyright: “Anna Hoychuk/Shutterstock”)

Depois, pesquise algumas raças que mais interessem. Qual o propósito de determinada raça? E para finalizar, converse com donos e criadores das raças que você está pensando, pra saber exatamente como é o temperamento normal desses cães. Lembre-se, na hora de adquirir um animal, não se esqueça de que existem muitos animais abandonados, que podem ser adotados nos abrigos. Vale a pena visitar algumas ONGs e conhecer alguns cães, antes de pensar em comprar. Não compre animais por impulso, ou apenas porque a criança pediu.

Ter cães é uma responsabilidade muito grande e caberá ao adulto da casa suprir as necessidades do cachorro, como alimento, abrigo, passeios e brincadeiras.

Além disso, a educação e limites devem fazer parte da vida do seu cão, para uma convivência saudável com todos da casa. O seu treinamento e obediência são essenciais para manter essa harmonia entre eles e as crianças. Por isso, é vital que o cachorro seja treinado desde filhote. Para facilitar ainda mais esta decisão, organizamos abaixo 12 raças consideradas excelentes e de temperamento ideal para o convívio com crianças:

1. BULDOGUE INGLÊS

cachorro-crianca-buldogue-ingles
Menino afagando carinhosamente o seu Buldogue inglês na cabeça (Crédito/Copyright: “Pavel L Photo and Video/Shutterstock”)

Há bastante variação em personalidade, saúde e outras características dentre os diversos cães desta raça por conta da recente popularidade e consequênte produção excessiva destes cães. Como para todas as raças, seus donos devem garantir que esses cães foram criados de forma consciente e responsável, prezando a saúde e os aspectos comportamentais da raça. No geral, o Buldogue Inglês possui um temperamento dócil, pacato e afetuoso com crianças. É uma raça resistente, atenta e leal, perfeito para quem gosta de uma boa bagunça.

É um excelente companheiro capaz de viver de maneira harmoniosa com todos, seja em casa ou em apartamento, e ainda adora conviver com outros cachorros. Apesar de ter um nível baixo de energia, eles são brincalhões e ativos quando não estão cochilando ao seus pés. No entanto, o Buldogue Inglês exige bastante disciplina, principalmente no convívio com crianças, pois são naturalmente protetores e devido ao peso e estrutura forte podem ser brutos. Sendo assim, é importante que eles sejam acostumados com novas pessoas e treinados a respeitar os comandos dos donos, desde filhotes. Mas quando bem treinados e socializados, o Buldogue Inglês pode ser considerado um dos melhores cachorros para criança.

2. BEAGLE

cachorro-crianca-beagle
Menina dando uma braço apertado no seu lindo Beagle (Crédito/Copyright: “Kristina Stasiuliene/Shutterstock”)

Se você está a procura um cachorro de temperamento agitado e brincalhão para crescer com seus filhos, o Beagle é uma ótima opção, pois além de ativa, a raça é protetora. Eles não dispensam uma boa farra, brincadeiras e passeios, podendo assim se tornar uma excelente companhia para crianças ativas. Por outro lado, ele não gosta de ficar sozinho, e pode facilmente ficar destrutivo ao ficar em casa por longos períodos de tempo sem ter o que fazer.

Por esta razão, o Beagle precisa de donos que passam bastante tempo em casa ou para famílias que têm mais de um filho. Além disso, é necessário oferecer diversas distrações com bastante brinquedos para ele morder – sem birnquedos ele é capaz de optar por brincar com a porta, móveis e outros itens proibidos da sua casa. Além de curioso e brincalhão, é amigável, inteligente e alegre, e geralmente se da bem com outros animais de estimação. O Beagle também adora farejar, devido a sua herança de cão de caça.

É preciso adotar passeios diários, além de estímulos e exercícios para que ele não saia por aí descontando com comportamentos inadequados. Apesar disso, o Beagle é um cão muito dócil e sociável. Além de não crescer muito e manter-se leve, mesmo depois de adulto, o que facilita o seu convívio com os pequeninos.

3. BULL TERRIER

cachorro-crianca-bull-terrier
Bebê e Bull Terrier filhote correndo na grama juntos (Crédito/Copyright: “otsphoto/Shutterstock”)

O apelido dessa raça em inglês, traduzido em “a criança na pele de um cachorro” já diz bastante sobre a sua personalidade. O Bull Terrier é um bom cachorro para criança e perfeito para uma família grande, desde que a disciplina e os limites sejam reforçados pelos donos e ele receba exercícios físicos diários. No entanto, por serem animais fortes, o Bull Terrier não é recomendado para os pequeninos e tende a se dar melhor com crianças mais velhas.

Mas, de modo geral, além de inteligente, amigável e calma, a raça é paciente com crianças e tolera as brincadeiras infantis. Nesse sentido, o seu alto nível energético é um fator positivo, principalmente considerando que ela tolera várias horas de brincadeiras sem se cansar. Resistência é outra característica marcante da raça. O Bull Terrier suporta longas caminhadas, horas de brincadeiras e não se incomoda com os abraços e agarrões que crianças adoram dar em seus cães. Se treinado desde cedo, pode se tornar um animal bastante obediente. Além disso, o Bull Terrier tende a ser bastante protetor, amigável e amoroso com adultos e crianças.

4. COLLIE

cachorro-crianca-collie
Menina sentada na grama com a sua Collie fiel escudeira (Crédito/Copyright: “AnikaNes/Shutterstock”)

O Collie está sempre associado à personagem Lassie – a raça, assim como na história do filme, é apegada e amorosa com a sua família. E por ser uma raça de pastoreio, o Collie é educado e obediente, fácil de ser treinado, lida bem com treinamentos, comandos, afazeres e, é claro, brincadeiras, podendo responder até mesmo aos comandos dos pequenos.

A raça realmente pode ser um incentivo positivo no comportamento das crianças, uma vez que poderá ensinar noções de responsabilidade e afeto. Tem forte instinto familiar e de propriedade, o que o torna também um bom guardião. Mas lembre-se que os Collies têm porte médio e pelagem exuberante, muito admirada por algumas famílias e vista como problema por outras. É uma raça muito dócil e previsível, raramente morde ou estranha pessoas da família, e acaba sendo perfeito para donos de primeira viagem.

5. POODLE

cachorro-crianca-poodle
Menino e seu poodle apricot de cabelos igualmente cacheados (Crédito/Copyright: “aboikis/Shutterstock”)

De uma forma geral, os Poodles são uma boa opção para famílias com crianças, com excessão apenas para as versões Toy e Micro Toy que são mais frágeis e mais delicadas e não recomendadas para os pequenos. Os Poodles são gentis, inteligentes, ativos, orgulhosos, elegantes, ao mesmo tempo carinhosos, dedicados e fiéis.

Raramente ficam irritados, e é considerado um cão simpático, de bem humorado e paciente, o que faz dele um excelente companheiro para qualquer criança. Além disso, podem ser uma boa companhia para aquelas que sofrem com alergias, uma vez que não soltam pêlos, mas, no entanto requerem tosas e banhos regulares. Essa raça é muito esperta e aprende comandos facilmente, além de adorar brincar com os pequenos, além de serem dóceis, protetores e amorosos com os donos.

6. LABRADOR RETRIEVER

cachorro-crianca-labrador
Garotinha beincando na terra com o seu Labrador retriever (Crédito/Copyright: “Elena Nasledova/Shutterstock”)

Os Labradores são uma das raças de cachorro mais conhecidas pelo mundo por serem uma das escolhas mais populares para criança. Em geral, é indicado para qualquer idade, pois são protetores, inteligentes, confiáveis, brincalhões, amorosos, pacientes, ativos e verdadeiramente apaixonados por seus donos.

Além disso, a raça adora brincar e esta sempre bastante predisposta a aprender novos truques. Por outro lado, é preciso reforçar a disciplina e o exercício físico diário, fornecer estímulos mentais e muitos brinquedos. Aqueles que não tiverem suas necessidades físicas e mentais supridas diariamente podem engordar, além de direcionar a sua energia a comportamentos indesejáveis, como latir, destruir e roer objetos proibidos da casa.

Quando adultos ficam maiores e exigem mais espaço, por outro lado têm pelos mais curtos e até podem ser criados com livre acesso ao interior da casa, mas necessitam de espaço. A sua beleza se equivale a sua doce personalidade e inteligência. Indicado para quem tem filhos com muita energia, como crianças entre 7 e 10 anos. Ele adora uma corrida, brincadeiras de bola e o carinho do dono. É quase impossível que essa raça demonstre traços de raiva ou agressividade.

7. GOLDEN RETRIEVER

cachorro-crianca-golden-retriever
Menina abraçada com seu amigo amado Golden retriever (Crédito/Copyright: “StockLite/Shutterstock”)

Assim como os seus primos Labradores, os Golden Retrievers são sociáveis, trabalhadores, inteligentes, leais, obedientes, confiáveis, disciplinados e tolerantes. O seu alto grau energético e a sua inteligência os tornam uma das melhores raças para crianças, especialmente àquelas que gostam de brincar com água, pois os Goldens, assim como os Labradores, amam nadar. Por outro lado, o Golden Retriever é uma raça que precisa conviver em matilha.

Portanto, ele é indicado para famílias ativas e que passam bastante tempo em casa. São cães de porte médio, com temperamento equilibrado e bastante ativos. Nem agressivo nem tímido, ele é extremamente paciente, amigável, dócil e carinhoso. Porém, um Golden Retriever precisa de espaço e de uma família que acompanhe o seu nível de energia. É recomendado para casas com jardins grandes e para pessoas mais ativas, que gostem de se exercitar e tenham disponibilidade para levar o cão em passeios e caminhadas.

8. PUG

cachorro-crianca-pug
Bebê e seu fiel Pug deitados brincando juntos (Crédito/Copyright: “logoboom/Shutterstock”)

Por ser pequeno, não latir e não necessitar de muitos exercícios físicos, o Pug é uma raça ideal para apartamentos. Quando treinado e socializado a conviver com crianças, também se torna um bom cachorro para criança, pois tem um temperamento feliz, amável e carinhoso. A raça é conhecida por ser calma, dócil e não precisar de muito espaço. Os Pugs costumam ser teimosos, o que dificulta o treinamento, e podem apresentar dificuldades respiratórias pela estrutura do focinho e outros problemas de saúde.

9. SHIH TZU

cachorro-crianca-shitzu
Shi Tzu filhote branco (Crédito/Copyright: “Bildagentur Zoonar GmbH/Shutterstock”)

O que faz do Shih Tzu um cachorro ideal para crianças é o fato dele ser amigável, carinhoso e altamente adaptável. Ele não somente se dá bem com crianças e novas pessoas, mas tende a conviver harmoniosamente com outros animais. Porém, quem opta pelo Shih Tzu precisa educar suas crianças sobre a fragilidade da raça, pois são comumente machucados por crianças que gostam de brincar de forma bruta.

O ShihTzu é uma raça alegre e que também não necessita de muito espaço, podendo se adaptar facilmente em qualquer tipo de casa. No entanto, ele é carente e precisa de atenção, por isso é importante que os donos tenham tempo para fazer companhia e para passear com ele.

10. VIZLA ou BRACO HÚNGARO

cachorro-crianca-vizla
Garotinha abraçada ao seu amigo Vizla ou Braco Húngaro (Crédito/Copyright: “IndigoLT/Shutterstock”)

O Vizla ou Braco Húngaro é indicado para famílias que possuem crianças agitadas. A raça é gentil, leal, calma, afetuosa, carinhosa e silenciosa, perfeita para brincar com os pequeninos.

No entanto, exige muita atividade física. Por esse motivo, e por ser um cão trabalhador, seus donos precisam oferecer exercícios físicos e mentais diariamente para mantê-lo equilibrado e feliz. Além disso, ele é obediente, confiante, inteligente e aprende rápido, o que o torna muito mais fácil de adaptá-lo às regras da casa e formar laços estreitos com a família. E o melhor de tudo, o Vizsla não exala muito cheiro.

11. SETTER IRLANDÊS

cachorro-crianca-setter-irlandes
Setter Irlandês deitado descansando no deck de madeira após série de atividadees (Crédito/Copyright: “Reddogs/Shutterstock”)

O Setter Irlandês é ótimo para crianças cheias de energia, que queiram correr e brincar muito em espaços abertos. Apesar da pelagem longa, conhecida por “casaco”, o Setter Irlandês é um cão veloz e atlético. Alguns criadores dizem que seu temperamento “indomável” torna o adestramento mais difícil, mas ele está longe de ser feroz ou perigoso.

Pelo contrário, é brincalhão, enérgico, bastante sociável e sempre procura estar perto das pessoas da casa, além de lidar super bem com crianças ativas. Mantendo o grande nível de exercícios necessários, o Setter Irlandês se tornará um membro adorável da sua família.

12. TERRA NOVA

cachorro-crianca-terranova
Menina afagando o seu amigo Terra Nova preto no jardim (Crédito/Copyright: “Ermolaev Alexander/Shutterstock”)

Apelidado de “babá da natureza”, esta raça adora crianças e é considerado bondoso e muito protetor. Gentil, dócil e paciente, é quase uma “Madre Tereza” de cães, pois adora crianças e cuida muito bem delas como se fossem da sua própria espécie. Por outro lado, costuma babar em excesso. Mas é considerado também um bom nadador e já foi capaz de salvar vidas em situações de emergências. Por ser uma raça de grande porte muito ativa, ele precisa se exercitar bastante, por esta razão necessita de espaços amplos.

Por Dani Jardim

Dani Jardim é redatora freelancer, contribui com contéudo digital para vários sites diferentes. Amante dos animais, divide o seu tempo escrevendo sobre todos eles neste portal, e nas horas vagas, se divertindo com seus cachorros, o Pug, Bóris e o Buldogue francês, Vasco. Dani também faz parte da nossa equipe editorial como gerente e editora de conteúdo.

44 Respostas

Boa noite. Moro em apartamento e passo o dia trabalhando. Meu filho 4 anos e me pedi insistentemente um cachorrinho. Dentro da minha realidade qual seria a melhor raça ? Porque quero um cão paciente, dócil e que fique bem durante o dia que gerar de ficar sozinho. Por favor me ajuda a decidir …

Olá Cristina, não há uma raça de cão sequer que tolere ficar sozinho em cas ao dia inteiro, sem sair para passear e brincar. Cães foram domesticados para ter a companhia de seus donos. Portanto, se você não tiver tempo para dispensar ao cão, melhor não ter. Até porque seu filho ainda é muito pequeno para esta responsabilidade. Toda criança quer um cachorrinho, mas deve apredenr desde cedo que eles dão trabalho e precisam ser cuidados, em todos os sentidos – é como um filho. Se não pode criar direito, melhor não ter, não acha?

Boa noite .. tenho uma pergunta .. dês de criança sempre tive cachorros de porte grande.. o último que tive foi um red nose viveu por 16 anos na época em que ela morreu meu filho tinha 4 anos sempre se deu muito bem com ela … Hoje ele já tem 9 anos e estou pensando em pegar um outro Pit Bull por ja conhecer a raça ter espaço para o cachorro e tudo mais .. minha dúvida e a seguinte minha red nose já tinha 12 anos era velinha quando meu filho nasceu então ela ja era um cão calmo e tudo mais .. meu medo eh pegar um filhote e quando ele for ficando maior e for brincar acabar machucando meu filho sem querer .. gosto da raça pois já tive 3 e nem uma me deu problemas ..

Olá Fernando! Tudo vai dependender de como você vai socializar e cuidar dele. Ensine o seu filho a tratá-lo com respeito e dar limites, um adestrador poderá lhe orientar sobre ocmo fazer isso. Se o seu filho souber ocnviver come le da forma correta e souber se impor com amor e respeito, o cachorro irá reconhecê-lo como dono e vai respeitá-lo. O bom é que você já conhece a raça e vai saber orientá-lo também. Mas, não se esqueça, em se tratando dessa raça, seja responsável e consciente sobre os locais onde irá comprá-lo ou adotá-lo – opte por criadores confiáveis e profissionais de respeito. Pesquise bastante e peça referências, e se possível, tente conhecer os pais desse novo cão. Boa sorte!

Eu gostaria de uma raça de cão que fosse feita para mais ou menos 20 m2, pequena e divertida, mas que seja quieta e que não late muito bem seja muito raivosa. Que não faça muito cocô, e seja fácil de educar tanto para convívio com visitas e outros cachorros quanto para urinar e cagar no lugar certo.

Alguém sabe de alguma?

Oi Giovanni, tem certeza que você quer um animal? Pergunto porque qualquer um vai fazer exatamente o que você descreveu e não há como garantir o seu bom comportamento, pois tudo vai depender da criação que você vai dar à ele. Se voc6e tem tempo para educá-lo, treiná-lo e fazer companhia, qualquer raça, independente do tamanho poderá ter um comportamento adequado. Raças menores, como os cães de companhia, podem atender às suas expectativas, apesar de que se ficarem confinados a um espaço pequeno sem passear e sem companhia, irão desenvolver todos os comportamentos inadequados – vai depender de você.

Eu indicaria um gato. São ótimas cias, independentes, fazem cocô na caixinha e super higiênicos. Cães são mais trabalhosos e carentes para apartamentos muito pequenos e que ficam vazios com frequência.

Tenho uma filha de 2 anos estou procurando cachorro .Tenho quintal porém tem um rotwailer lá então estou a procura de um menor que pode ficar dentro de casa e que goste de brincar também ela ama cachorro, quer brincar com o rotwailer mais fico com medo, fico sempre alerta…

Olá Viviane, qualquer uma dessas raças listadas no artigo podem ser ótimas companhias. Mas, de qualquer forma, você terá que tomar o cuidado de socializar os cachorros para que eles tenham um bom convívio, mesmo que vivam separados. Conte com a ajuda de um bom adestrador e do seu veterinário para aconselhá-la melhor. Desejamos sucesso!

Olá, tenho muita vontade de ter um chow chow.. porém eu moro em um apartamento pequeno vc acha uma raça boa ou qual vc me indica?

Chows são quietos, mas são cachorros de porte grande e de muita manutenção para manter a pelagem. Antes de tudo, independentemente da raça, você deve ter tempo para se dedicar à ele, levando para passear, socializar e se exercitar para que ele mantenha um bom comportamento quando estiver dentro do apartamento. Eu reocmendaria uma raça menor, menos ativa, como algumas citadas no artigo.

Dachshund são muito dóceis e fiéis, uma graça! Mas para crianças reocmendaria as raças do artigo, pois alguns Dachs costumam se irritar com as brincadeiras grosseiras de crianças. No entanto, tudo depende de como serão criados juntos e do temperamento do cão.

Ola, tenho dois filhos de quatro anos e um de um ano. Sei que os animais são ótimos para o desenvolvimento da criança, gostaria de saber qual raça de cachorro que fosse companheiro para nossa rotina que é um pouco agitada.

Olá Eriland, o artigo deu alguns exemplos, agora basta você pesquisar bastante sobre cada uma das raças ou as suas favoritas comparando com o estilo de vida de vocês – o essencial é ter tempo disponível para os passeios e cuidados básicos, pois o cachorro precisa se exercitar e ser socializado. Pense bem antes de tomar essa decisão, pois ele será como um outro filho, e sabemos o quanto é difícil criá-los no dia a dia – ainda mais com filhso ainda pequenos que demandam também muitos cuidados.

Olá sou a Gilda
Tenho uma filha de 11 meses e ela adora animais queria dar um cachorro porte pequeno mais pensei em um pintcher sera que seria ideal?

Olá Gilda! Vai muito depender do temperamento do cachorro, mas os Pinschers são bastante sensíveis. Se a sua filha gosta de brinca e correr, talvez uma raça pequena mais ativa, que goste de brincar e tenha também uma boa musculatura pra aguentar o tranco. As vezes pensamos em umc achorro bem pequeno por conta do trabalho que vai dar, mas raças um pouco maiores que ele podem não ter muita diferença nesse aspecto. O ideal mesmo é você ter tempo para passear e fazer companhia para o cachorro, isso é determinante para que ele se desnvolva da forma correta e tenha um bom relacionamento com a criança. Os Buldogues, ingleses e franceses, assim como o Boston Terrier, como tantos outros são excelentes com crianças e nem tão grandes, nem tão pequenos.

Meu filho de 7 anos quer muito um cachorro! Gostaria de adquirir um cachorro pequeno, dócil, amável e tranquilo pra fazer companhia pra ele! Qual você indica pra ficar mais dentro de casa pois não tenho tempo pra passear com cachorro!

Oi Rita, todo cachorro precisa passear. Além disso, eles precisam de companhia, senão acabam desenvolvendo outros comportamentos inadequados. Pense bem antes de adquirir um, pois um cachorro é pra vida toda e o seu filho ainda é muito pequeno para ter essa responsabilidade sozinho. Raças pequenas não são as mais ideais para crianças, sendo que as melhores para eles costumam ser mais ativas e vão exigir um certo grau de atividade. Pesquise bastante!

Olá Dani,
Tenho um filho de 8 anos que é hiperativo. Ele tem me pedido constantemente um cão. Moramos em um apartamento. Ele quer um pug, eu pensei num buldogue ingles, o problema é que esses animais são caros, por acaso você conhece alguma instituição que doem essas raças?
Obrigada.

Olá Elisabete! As duas raças consideradas são excelentes escolhas, o buldogue inglês melhor ainda para criança em relação ao Pug, que as vezes não gosta muito de brincar. Eu ainda acrescentaria o Buldogue francês que é o mais ativo de todos e é um sapeca – ele vai gastar bastante energia com o seu filho e aguentar o tranco. O Pug é o mais sensível, e o inglês as vezes é meio preguiçoso. O bom é que todas elas adoram também ficar agarrados tirando soneca e podem se adaptar a apartamentos. Mas é como você falou, eles são caros. Mas nem tudo está perdido, infelizmente ou para o seu caso, felizmente, o número de cachorros de raça abandonados tem crescido bastante e é provável que você consiga um deles em ONGS ou insituições de adoção. procure por elas na sua região e deixe um alerta, eles podem entrar em contato assim que tiverem um deles. Como é adoção, voc6e não vai pagar nada e muitos desses lugares entregam o cachorro já tratado e vacinado. Muitas vezes, eles são misturas da raça ou não possuem pedigree, mas isso não importa nem um pouco né? O seu filho vai se apaixonar… Leve ele com você, de repente eles até indicam um outro cachorro pra ele e os dois se apaixonam a primeira vista – melhor ainda!

Oi Gabriella, é um filhote de Border Collie ou Australian Shepperd, vou verificar direitinho para você e já te retorno. Essas duas raças são muito parecidas,a ind amais nessa pelagem e filhote.

Tenho dois meninos e estão querendo um Jack Russel Terrier, mas como moro em apartamento tenho receio de serem muito ativos e latir muito. O que acham? Poderiam me ajudar?

Puxa Daniel, o Jack é mesmo muito ativo, mas é uma raça de porte pequeno que talvez seja bem adaptado à espaços menores. O ideal é que ele tenha muitas oportunidades de andar na rua, correr em parques abertos para gastar energia e se exercitar, senão ele vai mesmo latir bastante, descontar fazer coisa que não deve em casa ou até ficar agressivo. Se você conseguir tempo para gastar toda a sua energia diariamente, por pelo menos uma30-40 min, é um cachorro bem divertido que gosta muito de brincar e correr.

Oi Raquel! Eu mesma já tive um Pug que dei ao meu filho quando ele tinha 03 anos de idades – eles se amavam e rolavam juntos pelo chão, mas infelizmente veio à falecer de complicações médicas após uma infecção. Anos mais tarde vim morar com a minha mãe novamente, hoje com o smeus gêmeos, de 11 anos. Ela tem um Pug macho também, eles se adoram e olha que os meus filhso também são pestinhas – adoram atormentar ele. Mas ele dá conta, qdo não quer brincar simplesmente sai de perto. Por outro lado,a dora ficar agarrado no sofá. O Pug não é dos mais brincahões, mas vai muito da criação e do temperamento de cada cão. São adoráveis!

O ideal seria uma raça de cachorro de pelos bem curtos ou encaracolados, como o Poodle, por exemplo. O Whippet ou Galguinhos, por exemplo possuem pelos bem rentes à pele, e não costumam soltar tanto pelo, podem ser uma opção. Mas lembre-se, todo cachorro solta pelos e dependendo do grau alérgico, nem sempre vai funcionar. Pense bem antes de adquirir um cachorro, pois eles são para a vida inteira.

Moro de aluguel e minha filha de 2 anos esta encantada por um collie, pretendia ter dentro de casa e levar pra passear todos os dias, sera que poderia dar certo. Minha casa nao e muito grande mas e confortavel e tem um quarto sobrando.

Um Collie precisa de espaço e requer, além de exercícios vigorosos diários, não apenas passeios, uma enorme manutenção por conta da quantidade de pelos. Além disso, é umc achorro de grande porte, que vai precisar se alimentar em grandes quantidades. Considere tudo isso antes de comprar – além de disponilbilidade de tempo e atenção à ele, vai ter gastos.

Boa tarde. Gostaria de saber qual melhor cachorro para uma criança de 5 anos, muito ágil e não tão delicada, ela gosta de brincar bastante. Minha casa tem um quintal muito pequeno e eu não pretendo acostumar dentro de casa

Olá Adriana, todas essas raças citadas no artigo são excelentes opções para crianças. O Pug e o Buldogue francês, assim como o inglês aguentam o tranco e gostamd e brincar. Por outro lado são amororosos e gentis. Mas todo cãozinho gosta de ficar perto do dono, prinicpalmente as raças tidas como de companhia – elas não são de quintal ou de ficar reclusas. Pense nisso antes de adquirir qualquer cachorro.

Boa tarde que raça indica para uma criança de 4/5 anos…criança calma, tranquila, apenas personalidade forte…e apto pequeno

Oi Pamela, todas as raças listadas noa rtigo são excelentes para crianças. Mas, mais que a raça do cachorro, são as características dos donos que mais importam ao escolher a raça, pois são vocês que terão que cuidar dela e conviver com ele. Todo cachroro é capaz de se adaptar ao dono, basta saber como vocês irão se adaptar à vida com ele. Quais os seus hábitos? Quanto tempo dispõe todos os dias para fazer companhia pra ele, levar pra passear, etc. Gostam de cachorro dentro de casa ou ele ficará a mior parte do tempo no quintal? Viajam bastante? teriam condições de levá-lo junto ou pagar hospedagem pra cachorro? Como a criança é pequena esse trabalho todo serão de vocês. No caso de apartamento, veja https://vidanimal.com.br/10-melhores-caes-para-apartamentos/.

Pois, se você não tem espaço, vai precisar pensar em como e quem vai levá-lo para passear e fazer suas necessidades fora. Pois mesmo sendo pequeno, o cachorro precisa disso para socializar e se desenvolver bem, senão acaba apresentando outros problemas, como ansiedade. Pense nisso tudo antes de adquirir um cachorro. O buldogue ingl6es é uam excelente raça, calma e dócil, não muito ativo e ainda aguenta o tranco das bricnadeiras da criança. Mas tudo vai depender de comoe le será tratado também. Portanto, pesquise! E boa sorte!

Olá!
Qual raça você me indicaria para minha realidade: um filho de 6 anos; uma filha de 2 anos; casa de dois andares sem quintal.
Desde de já obrigado pela atenção.

Oi Renato, a principal recomendação é que você tenha tempo e orçamento disponível para cuidar do animal por muitos anos. Como você não possui quintal, o melhor seria adquirir uma raça pequena que não exija muitas atividades. mesmoa ssim, ela precisará de algumas horas por dia, nem que sejam 30 min, de passeio na coleira na rua para se exercitar, socializar e fazer suas necessidades. Dê uam olhada na categoria cães de companhia do site (https://vidanimal.com.br/blog/raca-de-cachorros/caes-companhia/) ou melhores cães para apartamento (https://vidanimal.com.br/10-melhores-caes-para-apartamentos/). Temos certeza de que você vai fazer uma boa escolha – elas são todas muito dóceis e excelentes para crianças, mas por você não dispor de muito espaço, escolha uma de pequeno porte, menos ativa e que não seja tão agressiva ao brincar com criança. O Pug é uma boa escolha, pois é pequeno, não muito ativo e aguenta as crianças. Outra raça, um pouco maior, mas excelente é o Buldogue inglês.

O cachorro ideal para criança vai depender muito da personalidade dos dois. Mas as raças mais dóceis, tanto pequenas como grandes, são as melhores. No entanto, a maioria dos cães dependem da sua criação. Crianças que crescem sabendo respeitar o cachorro pode conviver com qualquer raça. Os labradores e border collies são maravilhosos com crianças, mas são cachorros muito agitados e grandes, precisma de espaço. Já o buldogue francês e inglês são uns amores a aguentam o tranco, são menores em tamamnho, mas são agitados também (mais o francês), precisma de espaço para brincar. O Beagle a mesma coisa. Tudo vai depender do quanto espaço você tem e disponiblidade para se dedicar também ao cachorro, pois como a criança ele também tem suas necessidades para se tornar um cachorro sociável e amoroso.

Eu tenho uma poddle Toy que não gosta de crianças pequenas, barulho, visitas ( faz xixi no lugar errado e às vezes não come quando dou atenção para outras pessoas)… Realmente são muito sensíveis (ciumentos também). Acredito que sejam bons para crianças maiores e idosos ,mas para crianças enérgicas não.

É comprovado que ter um cachorro tem um papel fundamental no desenvolvimento da criança. Inclusive existem uma série de instituições que fazem um trabalho terapêutico trazendo cachorros para terem contato com as crianças, auxiliando em diversas maneiras nos mais diferentes tratamentos.

Porém na hora de escolher um cachorro para sua família, é importante escolher uma raça com características que condizem com a faixa etária dos seus filhos. Como vimos nesse artigo extremamente informativo, existem diversas raças que são ótimas para quem tem crianças pequenas em casa. As crianças muitas vezes não tem muito jeito e delicadeza ao brincar com os cachorros, então o principal é que seja uma raça extremamente dócil, que não reaja de maneira agressiva ao se sentir incomodada ou com seu espaço invadido. Afinal a criança pode acabar puxando o rabo do animal, tentar tirar algum alimento da sua boca, enfim, independente de qual raça seja, o principal é buscar informação de uma raça tranquila. Adorei todas as raças citadas no artigo, e realmente são excelentes para o convívio com crianças de idades diferentes. Posso citar duas, com portes bem diferentes de tamanhos, que são o pug e o labrador.

Já tive essas duas raças, e inclusiva na época que minha família teve o labrador eu ainda era uma criança de 7 anos. O labrador é uma raça fantástica, dócil, cheio de energia para acompanhar o pique e ritmo de brincadeiras da criançada, e o melhor de tudo, é que possui um porte maior. Ou seja, é um cachorro grande e resistente que pode suportar algumas brincadeiras mais “brutas” e sem muitas delicadezas das crianças.

boa tarde gostaria de saber pq meu poodlo sente dor ouvido mexe muido a orelha parec que doi muito nao sei que faco ja e velho tem 11 anos

Olá Valdice! Recomendo marcar uma consulta no veterinário. Raças de orelhas pendentes como o Poodle costumam ter dores de ouvido devido acúmulo de sujeira e cêra, normal entre elas. As vezes no banho também entra água. O meu Pug tem bastante otite, mas nada que uma pingadinhas de remédio não resolva. Converse com o seu veterinário que ele vai verificar pra você. Só não tente cutucar nada ali dentro pra não piorar, limpe apenas por fora se for o caso. Espero que ele melhore!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *