As Raças de Cachorros

Neste site você vai encontrar informações e avaliações sobre as principais e mais populares raças de cachorros no Brasil.

Sobre Raças de Cachorros

Os cruzamentos de cães têm sido feitos de forma seletiva por centenas de anos, cruzando cães entre as mesmas linhagens por diversas gerações e misturando linhagens bem diferentes. O mesmo processo continua até hoje, e acabou resultando em uma enorme variedade de raças, híbridos e tipos de cães. Todos esses séculos de cruzamentos seletivos acabaram fazendo com que os cães se tornassem mais diversos geneticamente do que qualquer outro animal mamífero, transformando-os nos únicos animais com esta enorme variação em sua aparência sem especiação.

Normalmente, as raças são categorizadas pelo seu tipo funcional a partir do qual foram desenvolvidas, ou seja, as raças são criadas para certos fins, e em alguns casos para desempenhar tarefas específicas. Um grupo de raça é uma categorização de raças de animais relacionadas por uma organização superintendente, usada para organizar a exibição de animais. No caso dos cães, os canis definem os Grupos de Raças e decidem quais as raças de cachorros serão incluídas em cada grupo de raças. O principal canil de cada país fica encarregado de organizar as raças em seus grupos respectivos. As nomenclaturas e organização de cada grupo de raças podem variar de um país ao outro. Além disso, alguns novos cruzamentos raros ou raças documentadas recentemente podem ficar na espera de aprovação de um canil e por isso podem não constar em nenhum dos grupos. Além dos principais registros, há ainda uma infinidade de clubes, instituições, canis menores, registros de raças pela internet, e negócios de registros de raças que podem classificar raças de acordo com aquilo que acharem adequado.

Os grupos de raças da Fédération Cynologique Internationale (FCI), por exemplo, são usados para organizar os cães para competições internacionais no mundo inteiro. A sua missão é permitir que cães de seus 84 países membros possam competir juntos estabelecendo nomenclaturas comuns e garantindo que pedigrees serão mutuamente reconhecidos em todos os países membros. Para conseguir este objetivo internacionalmente, as raças caninas são reconhecidas em 10 grupos, cada um com as suas subdivisões de acordo com o tipo de raça e origem. A lista abaixo é de raças de cães reconhecidas ou em processo de reconhecimento pela Fédération Cynologique Internationale (FCI), e estão dispostas de acordo com seu padrão na FCI, em 10 grupos. Há ainda um 11º dedicado às raças não reconhecidas oficialmente pela Federação.

Grupos de Raças de Cachorros

  • Grupo 1 – Cães Pastores e Boieiros
  • Grupo 2 – Cães de tipo Pinscher e Schnauzer, Molossóides e Cães de Montanha
  • Grupo 3 – Terriers
  • Grupo 4 – Dachshunds
  • Grupo 5 – Cães de tipo Spitz e de tipo Primitivo
  • Grupo 6 – Sabujos Farejadores e Raças Semelhantes
  • Grupo 7 – Cães Apontadores
  • Grupo 8 – Cães Levantadores e Cobradores de Caça e Cães D’Água
  • Grupo 9 – Cães de Companhia
  • Grupo 10 – Galgos (Lébreis)
  • Grupo 11 – Raças não reconhecidas
(Note que existem outras federações como o Kennel Club do Reino Unido — canil original e mais antigo; não é um membro da FCI, e sendo assim categoriza suas raças de forma diferente. No Canadá e Estados Unidos existem o The Canadian Kennel Club e o American Kennel Club, os dois maiores canis que possuem grupos similares de classificação de raças, embora não incluam os mesmos cães nos mesmos grupos, todos eles baseando-se em características únicas, porém compartilhadas. Os tipos básicos são divididos em grupos como cães de companhia, cães de guarda, cães de caça, cães pastores ou boieiros, cães caçadores, cães esportivos e não-esportivos, cães terrier, híbridos ou misturados, e cães trabalhadores, embora haja muitos outros tipos e sub-tipos. O Brasil segue a FCI, classificando seu grupo de raças como na lista acima).

Tags